Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas que...

[Encontro] Ler é o melhor remédio

por Carla B., em 14.05.16

Esta semana, por ocasião da publicação de um livro da Quetzal que me parece deveras interessante - Remédios Literários de Ella Berthoud e Susan Elderkin -, recebi esta newsletter da Bertrand:

unnamed.png

 

Primeiro, deixem-me confessar a alegria com que vi Possessão de A.S. Byatt como sendo um dos sugeridos! Não foi um dos livros mais fáceis de ler e, apesar de adorar a adaptação, não tenho palavras para definir o quanto o livro é superior. É um daqueles livros que, anos depois, ainda me vem à cabeça. Não passagens, porque a minha memória é terrível, mas toda a lembrança das emoções contidas naquelas páginas. Para ler num comboio? Sem dúvida, para ler num comboio ou em qualquer outro lado!

 

Depois vem a Agatha e o seu Crime no Expresso do Oriente. Bem, tenho de confessar um sonho... Viajar no Expresso do Oriente enquanto leio aquele livro, apesar de hoje já não ser o que era... Se há livro para ser lido num comboio, este É esse livro!

 

Já no que toca ao melhores romances para separações, tenho alguma reticência em aconselhar Nossa Senhora de Paris do Victor Hugo. O livro é brilhante, como de resto o que tenho lido do autor e que se restringe a este e a Os Miseráveis, e sim lida com separações mas meu Deus... o destino é cruel!

 

E o Conde de Monte Cristo para ler no avião? Por favor... este é outro que é para ler em todo o lado! Importa é que seja lido porque é das melhores histórias que alguma vez já foi contada!

5 comentários

Comentar post