Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas que...

[Acontecem] Do fazer o que se gosta

por Carla B., em 28.05.15

Aqui há tempos o meu chefe disse que eu era a mais indicada para alguns tipos de trabalhos, nomeadamente aqueles que exigem algum método, capacidade de concentração e implica alguma uniformização de dados. Já tinha reparado que realmente prefiro quando me deixam sozinha e sossegada a introduzir dados num qualquer programa, mas só hoje tive a noção do grau a que sou capaz de me alhear das coisas e concentrar-me no que há para fazer... e de como adoro fazer isso.

 

Apesar de estar numa biblioteca há cerca de 2 anos e meio, não tinha formação e estou a aproveitar com o serviço está a pagar uma para aprender então ainda mais sobre o que é, neste momento, o meu trabalho. Esta semana o módulo debruça-se sobre catalogação e, bem, é como se estivesse nas minhas 7 quintas. Já catalogo há 2 anos mas, realmente, estamos sempre a aprender e quase não há duas catalogações iguais, já que cada monografia tem os seus dados e é preciso andar a fazer "trabalho de investigação" para descobrir alguns, até porque eu gosto de catalogações extensas. Ora, catalogar ainda é capaz de cansar um pouco mentalmente, sobretudo quando se tenta fazer vários exercícios para ver todas as situações e mais algumas que nos podem aparecer. Enquanto se estava na pausa entre exercícios o que estava aqui a vossa amiga a fazer? A catalogar o seguinte, está claro. "Isso é que é catalogar com paixão" ou parecido, disse a formadora. E sim, posso dizer que é das coisas que mais gosto me tem dado fazer.

 

Há malucos para tudo, não é verdade?

1 comentário

Comentar post