Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que...

Coisas que...

16
Jun17

[Encontro] Cherie Priest

Carla B.

Infelizmente não consigo seguir o Twitter como há uns anos atrás mas há uma conta que sigo quase que religiosamente, a da escritora Cherie Priest.

Não, nunca li nada dela, apesar de os seus livros fazerem parte da minha (infindável) wishlist e apesar de ela ter tweets engraçados, também não se deve a eles o meu "seguimento". Nope. Então porque raio é que acompanho? Porque ela tem 2 gatas e dois canídeos que são as coisas mais fofas deste mundo! Começou por ter a Spain, ou eldercat; depois veio o Greyson, provavelmente o cão mais adorável do mundo; a Quinnie, uma gatinha que virou uma gata quase tão grande como os cães; e, por fim, a Lucy, provavelmente a mais doida de todo este bando!



Sim, é parvo mas já por aqui disse que na impossibilidade de ter animais de estimação, vou-me entretendo a ver os dos outros. Ao menos são coisas fofas, quem não gosta de olhar para fotos ou vídeos de gatos e cães?

12
Jun17

[Acontecem] Planos que saem furados mas que se tornam nos melhores momentos

Carla B.

Este fim de semana foi exactamente o que precisava, depois de meses que passaram a voar e tanta coisa mudou. Mas não deixou de ter peripécias, que a meu ver até foi o que deu a este fim de semana um gostinho tão especial.

Começou com um belo almoço no sábado, em família, e um lanche que me matou a fome de caracóis. Partimos, eu e o mano, depois para a Feira do Livro com um objectivo bastante definido, assistir ao "Governo Sombra". Infelizmente pouco ou nada ouvia, o que sinceramente me deixou bastante desapontada com toda a logística por detrás daquilo, porque se é para gravar em directo, ao menos que as pessoas que estejam no local sejam capazes de ouvir. Para afogar as mágoas fui dar uma volta à feira, o que resultou nisto:


O itinerário, após a Feira, incluía jantar pela Baixa, num restaurante sugerido pelo mano, e depois tentar assistir a uma noite de Fado no Castelo, mas chegando a ambos os locais percebemos que não teríamos sorte.

Era tarde demais para outro tipo de planos, para além de que eu estava a ficar com fome, o que nunca augura nada de bom, pelo que demos por nós a jantar nos Armazéns do Chiado e depois, para desmoer, sentámo-nos num dos quiosques da Avenida da Liberdade a colocar a conversa em dia enquanto bebíamos uma caipirinha. Foi o melhor que podíamos ter feito e o que eu tanto precisava sem me dar conta!

São estes os pequenos momentos de que uma pessoa por vezes precisa. Não é necessário grandes planos, muitas vezes basta uma bebida e, sobretudo, uma boa companhia.

03
Jun17

[Penso] Ora...

Carla B.

Acabaram-se as aulas, os trabalhos foram entregues e as apresentações orais foram feitas. Já só falta saber as notas mas acho que posso dizer que este semestre também já está.


Pensei que seria mais fácil que o primeiro, tendo em conta que o primeiro implicava regressar a uma realidade da qual estava afastada há uns 10 anos. Mas não, comparado com este o primeiro semestre parece que foi feito com uma perna às costas.


Nunca consegui entrar no ritmo, dei-me conta de quanto os sábados de manhã sem aulas eram produtivos e foram essenciais durante o primeiro semestre. Além disso, ver uma pessoa que amava ser diagnosticada com leucemia e perdê-la de forma tão repentina... fez-me mergulhar de cabeça nos trabalhos, embora nunca a 100%.

Pelo que pronto... estou à espera dos resultados. Acho que não vão ser tão bons como os do primeiro semestre mas ter conseguido fazer tudo parece já uma vitória.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D