Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que...

[Vejo] Trailer da sétima temporada de "Game of Thrones"

por Carla B., em 30.03.17

Uma das razões pelas quais quero que o tempo avance depressa...

E a "Sit Down" dos James? Perfeita!

In love, in fear, in hate, in tears...

[Acontecem] Ouvir de más notícias

por Carla B., em 28.03.17

Afinal a sequência de boas notícias acabou depressa. E o sentimento de impotência de ajudar aqueles de quem mais gostamos aumenta de uma maneira que não julgava ser possível.

[Acontecem] Drama de leitor

por Carla B., em 27.03.17

Perceber que se perdeu o marcador de livros preferido, porque devia estar num dos livros que foram devolvidos à biblioteca.

[Vejo] Últimos trailers

por Carla B., em 26.03.17

Não tem sido fácil manter-me a par de tudo o que vai saindo, seja livros, filmes ou séries televisivas. No entanto, hoje tropecei em 3 trailers e deixo aqui as minhas reações.

 

Justice League

O que mais gostei neste foi a banda sonora. E o Jason Momoa... Agora a sério, depois do "Superman v. Batman" as expectativas estão muito em baixo e o trailer parece-me só mais um.

 

American Gods

Ok, confesso que me lembro pouco do áudio-livro, a não ser que gostei (para mim Gaiman é bom de todas as formas, menos lido em formato livro), mas assim que ouvi que o Ian McShane seria o Mr. Wednesday soube que tinha de ver.

 

The Handmaid's Tale

De todos, esta série é a que mais ansiosa estou por ver. Adorei o livro, que me fez automaticamente fã da Margaret Atwood, e do qual só posso recomendar a leitura. Tenho visto muita gente, devido ao clima político que hoje se vive, sugerirem a leitura do 1984 de George Orwell mas, não tendo lido esse, recomendo este The Handmaid's Tale

[Acontecem] Ouvir de boas notícias

por Carla B., em 25.03.17

Não há nada melhor no mundo que saber que os sonhos das pessoas de quem se gosta se estão a realizar.

[Encontro] Comics #8

por Carla B., em 22.03.17

É basicamente isto... e tudo o resto na etiqueta "reading"... Bem, até é praticamente todas as comics, pois revejo-me em bastantes das situações que a autora, introvertida confessa, retrata. Foi uma das agradáveis descobertas no Instagram. Há por lá muita gente talentosa.

introvertdoodles-fallinlovewithbook.jpg

Retirado daqui

[Encontro] Comics #7

por Carla B., em 20.03.17

Sim, a minha memória é isto...

031617_MemoryLapse.png

Retirado daqui.

[Penso] Quem corre por gosto...

por Carla B., em 11.03.17

... também cansa. É, sem dúvida, um tipo de cansaço diferente. É um daqueles cansaços que nos deixam com um sorriso, um sentimento de dever cumprido, de orgulho no que se acabou de fazer. Mas sim, até quem corre por gosto se cansa.

[Encontro] Comics #6

por Carla B., em 09.03.17

É de pasmar mas tenho resistido. 10 semanas sem comprar livros. Yay!

030817_BuytheBooks.png

Retirado daqui.

[Penso] Sobre ler os livros favoritos de alguém

por Carla B., em 05.03.17

Não escondo que o meu gosto por livros vem da minha mãe. E ainda hoje, apesar de ela já não ler (prefere dedicar-se a outras coisas, mais recentemente fez-me uma camisola, por isso nada contra ) é com ela que muitas vezes partilho as minhas leituras.

 

Tento fazê-lo como ela, contando a história toda (sim, devemos ser as campeãs a spoilar, mas que fique bem claro só ela me pode spoilar) e as emoções que tive ao ler. Foi assim que durante 20 anos conheci alguns livros, os preferidos dela: O Clã do Urso das Cavernas de Jean Auel, As Brumas de Avalon de Marion Zimmer Bradley, As Mulheres da Casa do Tigre de Mercedes Lackley, André Norton e Marion Zimmer Bradley, O Vale dos Cinco Leões de Ken Follet, O Perfume de Patrick Süskind, O Tesouro dos Czares de Konsalik e Meu Pé de Laranja Lima de José Mauro de Vasconcelos.

 

Durante muito tempo fiquei reticente em ler aqueles livros, como a autora deste artigo, mas entretanto venci o medo (só me falta concluir a leitura de As Brumas de Avalon e ler os dois últimos) e descobri boas surpresas. Apesar de não ter gostado tanto daqueles títulos como a minha mãe, consegui perceber o que tanto ela gostou neles e assim senti-me mais próxima dela. Se custou falar do que achei, num caso ou outro? Um pouco, mas a partilha da experiência ainda enriqueceu mais a nossa ligação, acho eu, porque ao falarmos de algo em comum, de algo por vezes tão pessoal como a experiência da leitura, dá a conhecer um outro lado de nós que talvez não seja assim tão evidente, até para quem nos criou.

Pág. 1/2