Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que...

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #6 Livro mais curto que já leste

por Carla B., em 08.02.16

Mais uma vez tenho de ir abrir a cábula... Aparentemente tenho lido contos ou novelas de séries, também há alguns áudio-livros que teoricamente não têm páginas, assim como livros infantis da Beatrix Potter que não ultrapassam as 30... mas eis que chegamos a...

 

Pode ser considerado batota, uma vez que não considerei os contos e novelas passadas entre volumes de séries, mas estes livrinhos que servem de acompanhamento à série de Harry Potter são tão apetitosos.

 

Imagens retiradas do Goodreads.

[Pondero] De momento #26

por Carla B., em 07.02.16

Gato de loiça no Jardim Bordalo Pinheiro no Museu de Lisboa - Palácio Pimenta. #project365 #day38 #picoftheday

 

A ler // Voltei a pegar em Um Estranho Numa Terra Estranha e a ver se consigo terminar a sua leitura sem mais percalços. Está a ser fascinante conhecer Michael Valentine Smith.

 

A bloggar // Juntamente com a Magda, M*, The Daily Miacis, Mula, Miss F, Marciano, Alexandra, JP, Drama Queen, Fatia Mor, CM, Nathy, M.J., Just_Smile, Ana Rita Garcia M., Tea, Neurótika Webb, Noqe, Caracol, Morena e asminhasquixotadas, tenho andado a partilhar "uma paixão chamada livros". Se não conhecem, dêem um salto aos blogs e conheçam as suas respostas. Posso dizer que a lista de livros que quero ler tem aumentado.

 

A adorar // O que ando a fazer. Dá gosto ver o que vai saindo do papel e só tenho pena de não ter tempo para fazer mais.

 

As conversas que tenho tido e que espero dêem em coisas boas. Pelo menos têm-me feito ganhar consciência de muita coisa e tenho crescido com isso.

 

A desejar // Fast food, chocolates e coisas com gordura. Tudo o que faz mal à saúde. Ele há momentos assim.

[Desafiam] 52 semanas - #25 Tenho pavor de…

por Carla B., em 06.02.16

Posso ter nojo de insectos, ter receio de cobras, sentir-me tonta em determinadas ocasiões envolvendo alturas, mas não há nada pior, para mim, que...

 

Galerias escuras com retratos de pessoas, estátuas e/ou espelhos

 

Eu não diria que tenho pavor mas se há coisa que me faz ficar muito desconfortável e com vontade de estar noutro lado qualquer é atravessar uma galeria com retratos de corpo inteiro de pessoas, variados tipos de estátuas e espelhos. Penso sempre que vai saltar alguma coisa, ou alguém, do meio daquilo para além de ter o constante sentimento de que alguém está a observar-me.

 

Falar em público

 

Já estou um pouco melhor (confiança FTW!) mas volta e meia há dias em que a coisa me põe doente.

 

Perder quem amo

 

É algo em que prefiro nem sequer pensar.

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #5 Livro mais longo que já leste

por Carla B., em 05.02.16

Eis uma boa pergunta... Deixa cá ver a cábula. *abre o Goodreads* Parece que o livro mais longo que li foi...

Shogun de James Clavell, com 1245 páginas. Estas coisas são sempre relativas, uma vez que as edições variam. Estes dados correspondem à edição original, que comecei a ler mas resolvi, a meio da leitura, mudar para a versão portuguesa, dois volumes que perfazem 1074 páginas. Ainda assim é um empreendimento considerável mas que deve ficar atrás de Os Miseráveis, cinco volumes cujo total de páginas desconheço (li os livros da biblioteca e por isso não posso agora confirmar) mas como já falei dele, não há problema em mencionar outro.

 

Ora.. Shogun, ou Xógum, é um livro fascinante ao apresentar-nos o contraste entre a cultura Ocidental e a Oriental. Como o personagem principal, embrunhamo-nos numa cultura desconhecida e é engraçado, depois de também abraçarmos a cultura Oriental, ver o choque quando Blackthorne se reencontra com (os imundos) ingleses.

 

Imagem retirada do Goodreads.

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #4 Livro que te desiludiu

por Carla B., em 04.02.16

Já falei de um que defraudou as expectativas e que por isso acabou por ser uma desilusão. Mas antes desse, e não provocando uma reacção tão negativa, houve...

A Filha do Sangue de Anne Bishop. É claramente um livro que li numa altura em que o impacto que poderia ter em mim perdeu-se por variados factores, nomeadamente já ter lido outros títulos com mulheres fortes e com liberdade para escolherem quem amar.

 

É um livro interessante, a mitologia, segundo me recordo, pode ser algo confusa mas bem construída, no entanto tenho a clara noção de que se tivesse lido uns aninhos antes, talvez no período em que li Sevenwaters, a coisa poderia ter sido diferente.

 

Imagem retirada do Goodreads.

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #3 Livro que leste mais vezes

por Carla B., em 03.02.16

Durante a minha infância, e com medo de esquecer o que lia, reli várias vezes os livros da Enid Blyton. Os Cinco, os Sete, As Gémeas, o único volume de O Colégio das Quatro Torres que possuía... Começava no primeiro volume e lia tudo de seguida durante os meses de férias. No entanto, acho que nenhum dos volumes destas séries bate o primeiro volume de uma das séries mais importantes da minha vida... 

Harry Potter e a Pedra Filosofal. Sim, a imagem exibida é a da edição que tenho e adoro-a pois ilustra muito bem o livro, como de resto fazem as ilustrações de Mary GrandPré das edições seguintes.

 

Pode não ser o meu livro preferido da saga, que continua a ser Harry Potter e o Cálice de Fogo, mas é onde tudo começa. O livro tem uma inocência que me faz sentir outra vez a miúda de 13 ou 14 anos que o leu pela primeira vez. Todo o livro é uma constante descoberta de um mundo novo que maravilha tanto miúdos como graúdos, e tal como a miúda de 13 ou 14 anos, a pessoa de 25 anos (idade com que reli a última vez, salvo erro) sentiu-se transportada para um mundo mágico e tenho a certeza que a pessoa de 31 anos sentirá a mesma coisa se o vier, mais uma vez, a reler.

 

Já o devo ter lido por 7 vezes, tantas vezes quanto volumes há na série, e conto ler uma 8.ª vez e muitas mais. Porque não importa que saiba já o final, todas as aventuras por que aquele trio passa, todas as tragédias que deixam um coração pequenino. Este primeiro livro convida o leitor para entrar num outro mundo, onde a magia reina e o bem, apesar de tudo, triunfa sobre o mal. Este livro promete o que a série viria depois a concretizar. Este livro inicia uma viagem que, como todas as viagens, faz com que no final quase não reconheçamos a pessoa que começou. Da inocência à descoberta do que é a vida. E a viagem começa aqui.

 

Imagem retirada do Goodreads.

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #2 Livro detestado

por Carla B., em 02.02.16

Detestado é capaz de ser uma palavra forte mas o livro que, recentemente, mais me fez revirar olhinhos e querer mandar o livro à parede esperando que as personagens sentissem o impacto foi...

O Grande Amor da Minha Vida, também conhecido por O Cavaleiro de Bronze.

 

Se soubessem o quanto eu queria ler este livro, ou melhor a trilogia, e quando ela foi *finalmente* publicada em Portugal (publicada é como quem diz, que o terceiro volume em português é só desculpa para o leitor gastar dinheiro) e pude tê-la na mão... a desilusão que se seguiu!

 

A personagem principal é uma miúda tonta e o Alexander, o grande amor da sua vida, é um perfeito anormal. Falei sobre o livro no SLNB e peço imensa desculpa aos fãs mas este não foi mesmo um livro para mim.

 

Imagem retirada do Goodreads.

[Desafiam] Uma paixão chamada livros - #1 Top 5 dos livros lidos

por Carla B., em 01.02.16

Começa bem... É difícil escolher um Top 5, tenho a certeza que nomeio sempre livros diferentes porque depende do momento em que respondo à pergunta e sei que ainda há por aí muitas pérolas à minha espera. No entanto, acho que desta vez vou nomear:

 

 A Lua de Joana

 

Não é o melhor livro do mundo, nem me parece ter pretensões a isso. Se o fosse a ler agora era capaz de lhe encontrar todos os defeitos e mais alguns, daí que seja o único desta lista que não pretendo reler, mas continua a ser o livro mais importante da minha vida. Deu-me a perceber o que os livros tinham de magnífico: viver vidas diferentes da minha e aprender com elas sem no entanto ter de passar por aquelas situações no meu dia-a-dia. Na tarde em que li o livro eu cresci interiormente. Passei de miúda a adolescente. Percebi o que me rodeava e a sorte que tinha. Percebi que as escolhas têm consequências. Na tarde em que li o livro iniciei a jornada que me trouxe até onde estou hoje e por isso, mais que muitos outros com qualidade literária bem superior a este, este é o livro da minha vida.

 

O Conde de Monte Cristo

 

Dizem que é um livro sobre vingança mas para mim é um livro sobre aproveitar o que a vida nos oferece e sobre colocar o passado para trás das costas. É sobre deixar para trás quem nos magoou, deixar de questionar os "e se.." da vida e simplesmente tentar aproveitar o que ela nos dá. Presos ao passado podemos estar a perder um presente e um futuro bem mais brilhantes.

 

Harry Potter

 

Olha a batota! Mas para mim estes 7 livros são uma só história e por isso contam como um só. São uma saga importante na minha vida, tendo-me acompanhado durante a passagem da adolescência para a vida adulta, tal como sucedeu com os personagens. Propiciaram as conversas e teorias mais absurdas, mostrou-me como uma paixão pode ser comum a diferentes pessoas e pode ser a base para boas amizades.

 

Persuasão

 

Já estou cansada de dizer que tem a carta mai'linda de todó sempre e por mim isso bastaria, mas tem também uma belíssima história de amor e personagens que adorava conhecer e privar.

 

Os Miseráveis

 

Sobretudo por ser um marco. É um livro que exige dedicação e por isso considero um dos meus maiores feitos em termos de leitura.  Mas é também um retrato fascinante de como as acções de uma pessoa têm repercussões não só nela mas no que a rodeia.

 

Imagens retiradas do Goodreads.

Pág. 3/3