Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que...

Coisas que...

30
Dez17

[Pondero] Revendo 2017

Carla B.

 

Até os melhores planos vão por água abaixo. Eu tentei, a sério que tentei responder e agendar tudo de uma vez, mas coisas foram acontecendo e o resultado foi nada. Mas não vale a pena estar a lamentar-me por isso, é algo que não interessa e a que posso sempre tentar voltar.

 

Agora a minha ideia era fazer um balanço deste ano. Sinto que é algo terapêutico, olhar para trás e fazer uma (ainda que breve) avaliação. O objectivo para este ano era continuar e sim, continuei mas a coisa nem sempre foi fácil. Já o desejo, não sei se consegui estar sempre e muito menos cuidar de mim.

 

Para começar, eu sei que tenho o problema de fixar-me no que de mal acontece e eu sei que isso não é bom, pelo que foi difícil ultrapassar perdas, as (muitas) dúvidas, e sobretudo o sentimento de impotência perante todas as injustiças que vejo. Voltou, como há muito não sentia, a vontade de desistir porque estou cansada de tudo o que me rodeia. Mas fiquemo-nos por aqui e passemos agora as coisas boas!

 

  • Conheci a Lídia Jorge;
  • Consegui que a Inbox estivesse a zero, e assim a tenho conseguido manter;
  • Mudei radicalmente o corte de cabelo, andei com ele bem mais curto do que o costume e pintei-o de cor-de-rosa, ainda que mais para meio do ano tenha vindo a apostar num tom mais violeta que não choca tanto com o castanho natural;
  • Participei, com relativo sucesso, em desafiosmaratonas literárias, e mesmo num desafio promovido por meninas aqui do charco;
  • Fui a um museu sozinha e visitei as reservas de outros, para além de ter andado a passear com a família;
  • Já tenho, pelo menos, uma pós-graduação;
  • Descobri novas coisas para ouvir, ouvi fado ao vivo, bem como a orquestra do São Carlos, ainda por cima a tocar músicas da Disney e do Andrew Lloyd Webber;
  • Li bem mais do que estava à espera, sendo que comecei com o objectivo de ler 12 livros, e foram na sua maioria boas leituras.

 

Enfim, até houve bons momentos. Para 2018 é isso que quero, fixar-me no bom.

25
Out17

[Li] "Como se faz uma tese em ciências humanas" de Umberto Eco

Carla B.

Para verem como as coisas andam más em termos de leituras, estou aqui a escrever sobre um tipo de manual que já li em Agosto/Setembro!

 

26857141.jpg

Tirado daqui.

 

Ora, o autor já me tinha conquistado com a sua erudição, que não me fez sentir burro, mas neste seu livro que dá algumas notas sobre como fazer uma tese em Ciências Sociais e Humanas, conquistou-me com o seu sentido de humor e clareza.

 

Talvez já esteja datado em certas situações devido ao avanço das novas tecnologias (pesquisa bibliográfica, datilografia do trabalho, gestão bibliográfica... uma vez que hoje há computadores e aplicações/programas que ajudam), mas é ainda assim um guia para quem se possa sentir, num primeiro momento, algo assoberbado pela tarefa. Pelo menos a mim ajudou-me a colocar as ideias no sítio e a começar pelo início - restringir o tema e âmbito do trabalho.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D